João Fabio Bertonha

fabiobertonha@hotmail.com

Artigos e capítulos

  1. “The Ventottisti, or the Generation of 1928: Italian Consuls, the Spread of Fascism and the Question of Italian Imperialism”.  In: Mourlane S., Regnard C., Martini M., Brice C. (eds) Italianness and Migration from the Risorgimento to the 1960s. Palgrave Studies in Migration History. London, Palgrave Macmillan, p. 95-105.
  1. “A milícia do nacional-socialismo alemão: a SS, uma história (resenha da obra de Robert Lewis Koehl)”.Revista Eletrônica Espaço Acadêmico (Online), v. 21, n. 232, p. 168-172, 2022.
  • “O nazismo e suas repercussões. Da escala global à local”. Prefácio em Silva, Micael Alvino da. A Segunda Guerra Mundial e a Tríplice Fronteira: a vigilância aos “súditos do Eixo” alemães e italianos.  Foz do Iguaçu: EDUNILA,2021, p. 12-14.
  • “Quem guardará os guardiães? A segurança pessoal de Hitler e Mussolini e as relações entre partido e Estado nas ditaduras fascistas”. Locus: Revista de História, 27, n.1 (2021): 317-337.
  • “Prefácio” em Fiorucci, Rodolfo. Estratégias fascistas em revista. Anauê (1935-1937) como inovação jornalística da Ação Integralista Brasileira. Curitiba: Appris, 2021, p. 11-13.
  • “Italianidade ou o “ser italiano”. Narrativas e disputas políticas na história da Itália, da Europa e das Américas entre os séculos XIX e XX” In Luchese, Terciane; Malikoski, Adriano, Italianidades, polonidades e germanidades, Caxias do Sul: Educs, 2021, p. 153-178.
  • “O poder de polícia e a administração da Justiça: Estado e partido na Alemanha nazista e na Itália fascista. Passagens: Revista Internacional De História Política E Cultura Jurídica, 13 (3), 446-468, 2021.
  • “Corporativismo e fascismo globais (resenha dos livros de António Costa Pinto, Federico Finchelstein, Valeria Galimi e Annarita Gori). Análise Social (Portugal),  v. 56, n. 238: 205-210, 2021.
  • “La Divisione Corazzata “M”: un capitolo nei rapporti tra l’Esercito e la Milizia nello Stato fascista”. Diacronie. Studi di Storia Contemporanea, n. 48: 1-15, 2021.
  • “De Roma para o Atlântico. Jornais e jornalistas de língua italiana entre a Itália, a Europa e a América Latina durante o fascismo. Diálogos (On-line), v. 24, n. 1, p. 498-512, 2020.
  1. “Radical Right ideologies and Movements in Brazil.” Oxford Research Encyclopedia of Latin American History. 1ed.Oxford: Oxford University Press, 2020, v. , p. 1-26.
  1. “Anti-fascism in Brazil during the interwar period: international repercussiosn, national expressions and transnational networks between Europe and the Americas”. In: Braskén, Kasper; Copsey, Nigel; Featherstone, David. J.  Anti-Fascism in a Global Perspective
    Transnational Networks, Exile Communities, and Radical Internationalism. London: Routledge, 2020, p. 43-57.
  1. “Representing Austrian, American, and Mexican Interests: Consul Charles Frederick de Loosey in Emperor Maximilian’s Diplomacy, 1864–1867”. Journal of Austrian-American History,  v. 4: 73-92, 2020.
  1. “Entre as direitas e os “ismos” da História”. Prefácio em Dotta, Renato Alencar e Simões, Renata Duarte. Matrizes da Direita. As várias peças de um quebra-cabeças político. São Paulo: Todas as Musas, 2019, p. 5-10.
  1. “Sexo, drogas e armas. A eterna reinvenção cultural do nazismo”. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico (Online), v. 19, p. 142-146, 2019.
  1. “Alfred Rosenberg, o intelectual nazista (1893-1945)” . Revista Antíteses, v. 12, p. 677-685, 2019.
  1. “Um mundo sem judeus (resenha da obra de Alon Confino)”. In Esboços, 26, 41: 206-213, 2019.
  1. “¿Un fascismo ibérico o latino? Comparación y vínculos transnacionales en el universo político fascista entre América Latina y la Europa Mediterránea”. In Mücke, Ulrich; Kolar, Fabio. El pensamiento conservador y derechista en América Latina, España  y  
    Portugal. Siglos XIX y XX. Frankfurt, Madrid: Iberoamericana-Vervuert, 2019, p. 257-288.
  1. “La derecha radical brasileña entre el tradicionalismo, las ligas nacionalistas y la seducción del fascismo (1917-1932)” In Bohoslavsky, Ernesto; Jorge, David e Lida, Clara. Las derechas iberoamericanas. Desde el final de la Primera Guerra hasta la gran depressión. México (DF): El Colegio de México, 2019, p. 189-210.
  1. “Emigranti nelle forze armate italiane. Il caso dei volontari tunisini nella Seconda guerra mondiale’. Diacronie. Studi di Storia Contemporanea, n. 38: 1-15, 2019.
  • “Orelha” em Rech, Gelson Leonardo e Luchese, Terciane Ângela. Escolas italianas no Rio Grande do Sul. Pesquisa e Documentos. Caxias do Sul: Editora da Universidade de Caxias do Sul, 2018.
  • “Os estudos sobre nazismo no Brasil e sua necessária internacionalização”. Prefácio em Carvalho, Bruno Leal Pastor de e Lucas, Taís Campelo. Expressões do nazismo no Brasil: partido, ideias, práticas e reflexos. Salvador: Sagga Editora, 2018, p. 10-15.
  • “Salgado, Reale e Barroso. Políticos e intelectuais em circulação entre o Brasil, a Itália, a Alemanha, a França e Portugal.” Revista Perseu, v. 12, n. 16: 11-37, 2018.
  • Prefácio em Oliveira, Pedro Carvalho. O Som do ódio. Uma história do rock neofascista e dos neofascismos no tempo presente. Curitiba: CRV, 2018, p. 13-15.
  • “O Carrasco de Hitler – A Vida de Reinhard Heydrich (resenha da obra de Robert Gerwarth). História: Questões e Debates. V. 65, n. 1:441-447, 2017.
  • “O Integralismo, o Estado Novo e a batalha dos discursos”. In Brito Silva, Giselda. Integralismo e Estado Novo. Diálogos e confrontos. Recife: Editora da UFRPE, 2017, p. 11-14.
  • “Prefácio/Vorwort”. In Priori, Angelo; Mainka, Peter. Rolândia im Norden von Paraná. Rolândia no norte do Paraná. Maringá: UEM-PGH; Wurzburg: Institut fur Zeitgeschicte, 2017, 15-20.
  • “Diálogos fascistas: os fascismos espanhol e alemão e os traumas da Segunda Guerra Mundial (resenha da obra de Xosé Manuel Seixas). Estudos Ibero-Americanos. 43, 3: 697-700, 2017.
  • “As crianças esquecidas de Hitler. A verdadeira história do programa Lebensborn (resenha da obra de Ingrid von Oelhafen e Tim Tate). Diálogos – Revista do Departamento de História da Universidade Estadual de Maringá, 21, 3: 251-255, 2017.
  • “Terra Negra – O Holocausto como História e advertência (resenha da obra de Timothy Snyder)”. Revista Brasileira de História. V. 37. N. 94: 1-5, 2017.
  • “A historiografia do nazismo nos últimos quinze anos: um olhar sobre a produção em língua inglesa (resenha da obra de Richard Evans)”. Esboços (UFSC). 23,36: 493-499, 2016.
  • « A Segretaria Nazionale dei fasci all´estero, a NSDAP-Auslandsorganisation, o servicio exterior de la falange e as políticas externas dos partidos fascistas no entre-guerras. O caso latino-americano », Nuevo Mundo Mundos Nuevos [En ligne], Colloques, mis en ligne le 06 juin 2017, consulté le 10 juin 2017. URL : http://nuevomundo.revues.org/70513
  • “Il pensiero corporativo in Miguel Reale: interpretazioni del fascismo italiano nell’integralismo brasiliano”. Diacronie. Studi di Storia contemporanea, n. 29: 1-15, 2017.
  • “Introducciòn”. In: Prutsch, Úrsula; Bertonha, João Fábio; Szente-Varga, Mónika. Aventureros, utopistas, emigrantes. Del Imperio Habsburgo a las Américas. Madrid, Frankfurt: Iberoamericana/Vervuert, 2017. (Estudios AHILA de Historia Latinoamericana 14), p.  11-34. ISBN 978-84-16922-30-7.
  •  .“Ideologia ou Realpolitik? A formatação das duas grandes alianças durante a Segunda Guerra Mundial.”. Fronteiras. Revista Catarinense de História. 26: 7-22, 2016.
  •  .“Estados Unidos, URSS/Rússia e os equilíbrios e desequilíbrios estratégicos e militares entre 1989 e 2016”. Meridiano 47 – Journal of Global Studies. 17: 1-16, 2016.
  •  .    “Los nacistas chilenos y el mundo. Las relaciones entre el Movimiento Nacional-Socialista de Chile y sus vecinos sudamericanos (1932-1938)”. In: Bertonha, João Fábio; Bohoslavsky, Ernesto. Circule por la derecha. Percepciones, redes y contactos entre las derechas sudamericanas, 1917-1973. Los Polvorines: Ediciones Universidad Nacional de General Sarmiento, 2016, p. 149-168.
  • “Las derechas sudamericanas: trayectorias, miradas y circulación”. In: Bertonha, João Fábio; Bohoslavsky, Ernesto. Circule por la derecha. Percepciones, redes y contactos entre las derechas sudamericanas, 1917-1973. Los Polvorines: Ediciones Universidad Nacional de General Sarmiento, 2016, p. 9-18. (com Ernesto Bohoslavsky)
  •  .“Una “guerra di carta”. Giornali italiani e austro-ungarici di lingua italiana in Brasile durante la Prima guerra mondiale”. In: Ferraro, Giuseppe. Dalle Trincee alle retrovie. I molti fronti della Grande Guerra. Arcavacata di Rende (Calabria): Istituto calabrese per la storia dell’antifascismo e dell’Italia contemporanea, 2015, p. 13-34.
  •  . “Fascismos e fascistas em comparação: Gustavo Barroso, Adrien Arcand e o antissemitismo no Brasil e no Canadá no entre guerras.  História e Perspectivas, v. 28, n. 53: 371-400, 2015 (em coautoria com Odilon Caldeira Neto)
  •  .“Vidi (tipi) fashizma v Latinskol Amerike. Sravnitelnii analiz i kontseptualnoe osmislenie.” Берегиня 777, n. 25: 209-226, 2015. (O fascismo na América latina: comparações e conceitos). Bereginya 777, n. 25: 209-226, 2015.
  •  . “Fashizm i pravii radicalizm v Brazilii v dvadsatom veke” Берегиня 777, n. 25: 242-255,  2015. (O fascismo e a direita radical no Brasil do século XX). Bereginya 777, n. 25: 242-255, 2015).
  •  .“Por trás da farda: os soldados da Primeira Guerra”. Araribá Plus – História. São Paulo: Moderna, 2015, p. 98-101. .“A política cultural da Itália fascista no Brasil: O soft power de uma potência média em terras brasileiras (1922-1940)”. In: Magalhães, Ana Gonçalves. Modernidade Latina. Os Italianos e os Centros do Modernismo Latino-americano. São Paulo: MAC-USP, 2015. Disponível em http://www.mac.usp.br/mac/conteudo/academico/publicacoes/anais/modernidade/pdfs/FABIO_ING.pdf
  •  .“Brasil: uma potência militar emergente? A questão do uso da força nas relações internacionais brasileiras, de Lula a Dilma”. A Defesa Nacional – Revista de Estudos Militares e Estudo de Problemas Brasileiros, n. 102: 4-20, 2015.  http://pt.calameo.com/read/003485864930eccf1926a
  •  .“Além das palavras e do discurso: questões metodológicas para o estudo do antissemitismo integralista” In Schurster, Karl et allii. Velhas e Novas Direitas. A Atualidade de uma polêmica. Recife: Editora da Universidade Católica de Pernambuco, 2014, p. 233-242.
  • BERTONHA, J.F. Corporatist thinking in  Miguel Reale: Readings of Italian Fascism in Brazilian Integralism. Revista Brasileira de História, 33, 66, 225-242, 2013. Disponível em miguel-realeenglish
  •   . L´ideologia e la creatività dell´immigrazione europea in Brasile (review of Beatriz Lolla´s book). Italian Americana, v. 30, p. 234-235, 2012.
  •  “Los latinoamericanos de Franco. La “Legión de la Falange Argentina” y otros voluntários hispanos en el bando sublevado durante la Guerra Civil Española”. Alcores – Revista de Historia Contemporánea. 14: 143-167, 2012.
  •   . La ‘diplomacia paralela’ de Mussolini en Brasil: vinculos culturales, inmigratórios e políticos en un proyecto de poder (1922-1943). Pasado y memoria. Revista de Historia Contemporánea, v. 11, p. 71-92, 2012.
  •   . Brasil e Rússia: igualdades, diferenças, aproximações e distanciamentos entre dois BRICS no cenário internacional do século XXI.. Mejdunarodnaia Jizn (Vida internacional), v. 1, p. 107-126, 2012.
  •   . As mil e uma Itálias. História Viva (São Paulo), v. 9, p. 32-35, 2011.
  •   . Do Canadá para o mundo: as relações entre os fascismos canadenses e o universo fascista mundial entre as duas guerras mundiais. Interfaces Brasil/Canadá (Impresso), v. 13, p. 167-191, 2011.
  •   . Transnazionalismo e diáspora come concetti per capire l´emigrazione italiana: um riesame. Archivio Storico dell´Emigrazione italiana, v. 6, p. 133-141, 2010.
  •   . O fim da hegemonia americana na América do Sul? Rússia, China e União Europeia como actores regionais? . Negócios Estrangeiros, v. 19, p. 121-141, 2010.
  •   . Novos e velhos bárbaros. História Viva (São Paulo), v. 5, p. 98-99, 2008.
  1.   . El poder militar brasileño y sus dilemas en el viraje del siglo XXI. Temas del Cono Sur, v. 44, p. 3-8, 2008.
  1.   . Modelos para o Brasil: Índia?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 81, p. 1, 2008.
  2.   . Modelos para o Brasil: Tigres asiáticos?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 84, p. 1, 2008.
  1.   . Armênia, o primeiro genocídio. Leituras da História, v. 1, p. 34-39, 2008.
  1.   . Modelos para o Brasil: China?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 86, p. 1, 2008.
  1.   . Uma política de defesa sul-americana?. Temas del Cono Sur, v. 49, p. 2-4, 2008.
  1.   . Modelos para o Brasil: uma conclusão entre o Estado e o mercado. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 89, p. 1, 2008.
  1.   . Recrutas ou profissionais? Os dilemas das forças armadas dos EUA na virada do século XXI. Meridiano 47 (UnB), v. 90, p. 2-4, 2008.
  1.   . China e Estados Unidos: rivalidades geopolíticas e a questão militar. Meridiano 47 (UnB), v. 93, p. 2-4, 2008.
  1.   . Modelos para o Brasil: final. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 90, p. 1, 2008.
  1.   . Os porta-aviões e o domínio dos mares: estratégia naval contemporânea. Meridiano 47 (UnB), v. 96, p. 5-7, 2008.
  1.   . Olimpíadas e geopolítica. Meridiano 47 (UnB), v. 98, p. 3-5, 2008.
  1.   . Geórgia e Rússia. Conflito no Cáucaso ou entre Oriente e Ocidente?. Meridiano 47 (UnB), v. 99, p. 3-5, 2008.
  1.   . Coerção, consenso e resistência num Estado autoritário: o caso da Itália fascista. Diálogos (Maringá), v. 12, p. 141-163, 2008.
  1.   . A Pax britannica e a Pax americana (resenha do livro de Antonio Carlos Lessa). Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 70, p. 70-74, 2007.
  1.   . O poder militar argentino e o equilíbrio geopolítico na América do Sul. Meridiano 47 (UnB), v. 80, p. 18-20, 2007.
  1.   . Putin e o escudo nuclear norte-americano: uma nova Guerra Fria?. Meridiano 47 (UnB), v. 82, p. 29-31, 2007.
  1.   . A construção da memória através de um acervo pessoal: o caso do fundo Plínio Salgado em Rio Claro (SP). Patrimônio e Memória (UNESP. Online), v. 3, p. 1-9, 2007.
  1.   . Soldados de Mussolini. Revista de História (Rio de Janeiro), v. 1, p. 24-25, 2007.
  1.   . Modelos para o Brasil: Chile?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 71, p. 1, 2007.
  1.   . Modelos para o Brasil: Argentina?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 72, p. 1, 2007.
  1.   . Modelos para o Brasil: Venezuela?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 73, p. 1, 2007.
  1.   . Irã e Estados Unidos. Competição geopolítica no Oriente Médio?. Meridiano 47 (UnB), v. 79, p. 1, 2007.
  1.   . Modelos para o Brasil: Rússia?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 76, p. 1, 2007.
  1.   . Modelos para o Brasil: Espanha?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 77, p. 1, 2007.
  1.   . Rússia: uma potência de volta ao jogo?. Meridiano 47 (UnB), v. 87, p. 6-7, 2007.
  1.   . Modelos para o Brasil: Irlanda?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 79, p. 1, 2007.
  1.   . Nazismo, ocultismo e conspirações. História Unisinos, v. 11, p. 381-384, 2007.
  1.   . A China e o Terceiro Mundo: novos relacionamentos ou a volta do velho colonialismo?. Meridiano 47 (UnB), v. 85, p. 7-9, 2007.
  1.   . Hitler, o sexo e as mulheres. Esboços (UFSC), v. 14, p. 173-176, 2007.
  1.   . O poder militar brasileiro e seus dilemas: quantidade ou qualidade?. Meridiano 47 (UnB), v. 81, p. 2-4, 2007.
  1.   . O bom comportamento de um país e o cenário internacional. Ou, como ser o bom menino nem sempre é um caminho adequado. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 62, p. 1, 2006.
  1.   . Federação, Confederação ou Império: qual o futuro da União Européia?. Meridiano 47 (UnB), v. 67, p. 2-4, 2006.
  1.   . O gás boliviano, o Mercosul e a liderança brasileira na América do Sul. Um sonho desfeito?. Meridiano 47 (UnB), v. 70, p. 2-4, 2006.
  1.   . Cidadania, nacionalidade e identidade num mundo de migrações internacionais. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 66, p. 1, 2006.
  1.   . O Integralismo nas águas do Lete (resenha da obra de Rogério Victor). Diálogos (Maringá), v. 10, p. 191-195, 2006.
  1.   . Ideologia Autoritária (resenha da obra de Guido Rodrigues Alcalà). Diálogos (Maringá), v. 10, p. 233-237, 2006.
  1.   . Sobre Chávez, Morales e Obrador. Notas sobre o (neo) populismo na América Latina. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 64, p. 1, 2006.
  1.   . O crescimento econômico e o futuro, ou não futuro, do Brasil. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 62, p. 1, 2006.
  1.   . O poder militar norte-americano e a experiência do Iraque. Meridiano 47 (UnB), v. 71-72, p. 2-5, 2006.
  1.   . Uma corrida armamentista na América do Sul?. Meridiano 47 (UnB), v. 73, p. 28-30, 2006.
  1.   . A União Européia e a Turquia: uma nova identidade para a Europa?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 45, p. 1, 2005.
  1.   . Europa, Eurásia ou o mundo: até onde irá a União Européia?. Meridiano 47 (UnB), v. 54, p. 2-4, 2005.
  1.   . Notas sobre a geopolítica do petróleo no século XXI. Meridiano 47 (UnB), v. 55, p. 2-3, 2005.
  1.   . A instabilidade política latino-americana e a problemática indígena. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 49, p. 1, 2005.
  1.   . O Eixo do mal e a proliferação nuclear: estarão Teerã e Pyongyang errados?. Meridiano 47 (UnB), v. 59, p. 7-9, 2005.
  1.   . O Brasil não deu certo? Reflexões sobre o sucesso do fracasso. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 55, p. 1, 2005.
  1.   . Camisas Negras. De Roma para os trópicos. História Viva (São Paulo), v. 2, p. 82-86, 2005. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 53, p. 1, 2005.
  1.   . Os colonos judeus, a faixa de Gaza e o fanatismo, ou porque o Iluminismo é ainda necessário. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 53, p. 1, 2005.
  1.   . Corrupção, desenvolvimento e sub-desenvolvimento: uma comparação de alguns casos internacionais. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 53, p. 1, 2005.
  1.   . Arábia Saudita: o ponto focal da nova crise do petróleo?. Meridiano 47 (UnB), v. 62, p. 10-12, 2005.
  1.   . A presença militar norte-americana no Paraguai: perigo ou paranóia?. Meridiano 47 (UnB), v. 63, p. 3-5, 2005.
  1.   . Wessis e ossis: os dilemas da reunificação da Alemanha quinze anos depois. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 48, p. 1, 2005.
  1.   . Antifascistas italianos en los extremos de América: las experiencias de Brasil y Canadá. Boletín – Centro Cultural Canadá, Córdoba, v. 20, p. 79-90, 2004.
  1.   . Fascism outside Europe. The European impulse against domestic conditions in the difusion of global fascism (resenha da obra de Stein Larsen). Diálogos (Maringá), Maringá, v. 8, n.1, p. 217-221, 2004.
  1.   ; POSSAS, L. . Plínio Salgado: meu pai ( resenha da obra de Maria Amélia Salgado Loureiro). Tempo. Revista do Departamento de História da UFF, Rio de Janeiro, v. 8, n.211, p. 207-211, 2004.
  1.   . O antifascismo italiano no Brasil: comparações internacionais e vivências transnacionais. Anuario IEHS (Buenos Aires), Tandil, v. 19, p. 63-78, 2004.
  1.   . Un antifascista controverso: Francesco Frola. Mezzosecolo Mateiali Di Ricerca Storica, Torino, v. 13, p. 217-232, 2003.
  1.   . OTAN e União Européia. Defuntos geopolíticos?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 22, p. 1, 2003.
  1.   . Entre Mosley, Whittaker e Plínio Salgado: Interfaces entre el Universo Fascista de Brasil y del mundo Anglosajón. Boletín – Centro Cultural Canadá, Córdoba, v. 19, p. 57-68, 2003.
  1.   . A Doutrina Rumsfeld. Novo paradigma da guerra moderna?. Meridiano 47 (UnB), v. 36/37, p. 1-3, 2003.
  1.   . As idéias contam. A nova direita americana e a política externa de George W. Bush. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 25, p. 1, 2003.
  1.   . Italiani nel mondo anglofono, latino e germanico. Diverse prospettive sul fascismo italiano?. Altreitalie (Torino), Torino, v. 26, p. 40-64, 2003.
  1.   . A Doutrina Rumsfeld. Novo paradigma da guerra moderna?. A Defesa Nacional, Rio de Janeiro, v. 89, n.797, p. 178-181, 2003.
  1.   . Distribuir riqueza ou socializar a pobreza?. PUCviva Revista, São Paulo, v. 5, n.18, p. 14-16, 2003.
  1.   . La Diplomazia Parallela”- Il regime fascista e la mobilitazione politica degli italo americani” (review of Stefano Luconi’s book)“. Italian Americana, Providence, v. 20, n.1, p. 102-103, 2002.
  1.   . Restrição espacial e ampliação temporal. Uma análise da produção histórica recente sobre o Integralismo no Rio Grande do Sul. Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 28, n.2, p. 193-198, 2002.
  1.   . Economia e decadência da Argentina numa perspectiva de curta e longa duração. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 9, p. 1, 2002.
  1.   . O novo orçamento militar dos Estados Unidos. Meridiano 47 (UnB), v. 19, p. 5-8, 2002.
  1.   . A violência e o American way of life. Modelo para o Brasil?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 10, p. 1, 2002.
  1.   . Guerra e reunificação na península coreana: implicações estratégicas. Meridiano 47 (UnB), v. 20/21, p. 12-13, 2002.
  1.   . Israel e o equilíbrio militar e geopolítico no Oriente Médio. Meridiano 47 (UnB), v. 22, p. 1-3, 2002.
  1.   . Le Pen e Chavez, fascismo e golpes na América Latina. Uma volta ao passado?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 12, p. 1, 2002.
  1.   . Entre Mosley, Whittaker e Plínio Salgado: interfaces entre o universo fascista do Brasil e do mundo anglo saxão. Interfaces Brasil/Canadá, Porto Alegre, v. 1, n.2, p. 129-144, 2002.
  1.   . Amanhã o mundo? Uma análise da produção histórica recente sobre as os objetivos internacionais da Alemanha nazista. Via Mundi (UnB), Brasília, v. 1, n.9, p. 6-8, 2002.
  1.   . Modelo americano ou europeu: Qual o melhor caminho para a Universidade brasileira?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 14, p. 1, 2002.
  1.   . Índia e Paquistão: guerra nuclear e geopolítica no sul da Ásia. Meridiano 47 (UnB), v. 23/24, p. 1-3, 2002.
  1.   . Estados Unidos: na direção do Império?. Meridiano 47 (UnB), v. 26, p. 1-3, 2002.
  1.   . A nova doutrina nuclear americana e o TNP. Meridiano 47 (UnB), v. 25, p. 1-3, 2002.
  1.   . Fascism and the Italian Immigrant Experience in Brazil and Canada: A Comparative Perspective. International Journal of Canadian Studies, Ottawa, v. 25, p. 169-193, 2002.
  1.   . George W. Bush e Saddan Hussein: quando sinto falta de trabalhar com o passado. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 17, p. 1, 2002.
  1.   . Distribuir riqueza ou socializar a pobreza?. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 18, p. 1, 2002.
  1.   . A Indústria do Holocausto. Reflexões sobre a exploração do sofrimento dos judeus (resenha da obra de Norman Finkelstein). Pós-História, Assis/SP, v. 10, p. 297-300, 2002.
  1.   . Neonazismo, negacionismo e extremismo político (resenha da obra de Paulo Fagundes e Luís Milman). Anos 90 (UFRGS), Porto Alegre, v. 15, p. 157-162, 2002.
  1.   . Checkerboards and shatterbelts – The Geopolitics of South America (resenha da obra de Philip Kelly). Via Mundi (UnB), Brasília, v. 3, p. 8-10, 2001.
  1.   . Entre Mussolini e Plínio Salgado: o Fascismo italiano, o Integralismo e o problema dos descendentes de italianos no Brasil. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 21, n.40, p. 85-105, 2001.
  1.   . O capital estrangeiro e o desenvolvimento nacional: os casos de Brasil e China. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 1, p. 1, 2001.
  1.   . Fascism and Italian communities in Brazil and in the United States: a comparative approach. Italian Americana, Providence, v. 19, n.2, p. 146-157, 2001.
  1.   . A remilitarização do Japão e a geopolítica do Extremo Oriente. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 2, p. 1, 2001.
  1.   . Las Derechas The extreme right in Argentina, Brazil and Chile, 1890-1939 (resenha da obra de Sandra McGee Deutsch). Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 27, n.1, p. 176-179, 2001.
  1.   . Sendero Luminoso: ascensão e queda de um grupo guerrilheiro. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 3, p. 1, 2001.
  1.   . Direito internacional e a política de poder contemporânea. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 4, p. 1, 2001.
  1.   . Dez perguntas e respostas sobre os atentados nos Estados Unidos. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, v. 5, p. 1, 2001.
  1.   . A morte do conceito de ideologia? Cartilhas fascistas e escolas italianas no Brasil do entre guerras. Cadernos de História (UFU), Uberlândia, v. 1, n.9, p. 29-42, 2001.
  1.   . Fascismo, antifascismo e as comunidades italianas no Centro, Norte e Nordeste do Brasil: Os italianos na política regional brasileira. Clio (Recife), Recife, v. 1, n.19, p. 141-158, 2001.
  1.   . A Imprensa italiana em São Paulo, 1880-1945. Insieme. Revista da Associação de Professores de Italiano do Estado de São Paulo, São Paulo, v. 8, p. 104-112, 2001.
  1.   . A Guerra das Embaixadas: as grandes potências e e a propaganda estrangeira no Brasil do entre guerras (resenha da obra de Antônio Pedro Tota). Locus (Juiz de Fora), Juiz de Fora, v. 12, n.7, p. 159-164, 2001.
  1.   . Diplomacia (resenha da obra de Henry Kissinger). Via Mundi (UnB), Brasília, v. 6, p. 13-15, 2001.
  1.   . Frontiers of the Roman Empire A Social and Economic Study (resenha da obra de C.R. Whittaker). Boletim do Centro do Pensamento Antigo da UNICAMP, Campinas, v. 10, p. 281-286, 2001.
  1.   . Emigrazione e politica estera: La diplomazia sovversiva di Mussolini e la questione degli italiani all’estero, 1922-1945. Altreitalie (Torino), Torino, v. 23, p. 39-62, 2001.
  •   . Argentina e Brasil A Balanca do poder no Cone Sul (resenha da obra de Leonel Itaussu Almeida Melo). Via Mundi (UnB), Brasilia, v. 1, p. 1, 2000.
  •   . Observando o littorio do outro lado do Atlântico – A opinião pública brasileira e o fascismo italiano, 1919-1942. Tempo. Revista do Departamento de História da UFF, Niterói, v. 9, p. 155-177, 2000.
  •   . La Grande Strategia dell’Impero Romano – L’apparato militare come forza di dissuassione (resenha da obra de Edward Luttwak). Boletim do Centro do Pensamento Antigo da UNICAMP, Campinas, v. 5, n.8/9, p. 243-248, 2000.
  •   . The Grand Chessboard – American Primacy and its geoestrategic imperatives (resenha da obra de Zbigniew Brzezinski). Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 22, n.1, p. 227-233, 2000.
  •   . O Partito Comunista d Italia no Brasil: uma presença desconhecida nas lutas populares e antifascistas italianas na América Latina. Revista Novos Rumos, São Paulo, v. 15, n.33, p. 16-24, 2000.
  •   . Imigração e futebol: o caso Palestra Itália (recensione dell’opera di José Renato de Campos Araújo). Altreitalie (Torino), Torino, n.20/21, p. 128-130, 2000.
  •   . Entre a bombacha e a camisa negra. Notas sobre a ação do fascismo italiano e do Integralismo no Rio Grande do Sul. A Defesa Nacional, Rio de Janeiro, v. 86, n.788, p. 70-85, 2000.
  •   . O Hitler da História (resenha da obra de John Lukacs). História & Perspectivas, Uberlândia, v. 23, p. 217-225, 2000.
  •   . Comendatori, Cavalieri e Grandufficiali a serviço do fascio: A burguesia italiana de São Paulo e o fascismo, 1919-1945. Pós-História, Assis, v. 7, p. 53-73, 1999.
  •   . A migração internacional como fator de política externa. Os emigrantes italianos, a expansão imperialista e a política externa da Itália, 1870-1943. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 21, n.1, p. 123-164, 1999.
  •   . Brasile: gli immigrati italiani e la politica estera fascista. LatinoAmerica – Analisi, testi, dibattiti, Roma, v. XX, n.70, p. 91-104, 1999.
  •   . Fechando lacunas franquistas, antifranquistas e os imigrantes espanhois no Brasil (resenha da obra de André Gattaz). Revista Eletrônica de História do Brasil, Juiz de Fora, v. 3, n.2, p. 76-78, 1999.
  •   . Fascismo, antifascismo y las comunidades italianas en Brasil, Argentina y Uruguai: una perspectiva comparada. Estudios Migratorios Latinoamericanos, Buenos Aires, v. 14, n.42, p. 111-133, 1999.
  •   . The Grand Chessoboard American Primacy and its Geoestrategic imperatives (resenha da obra de Zbigniew Brzezinski. Premissas, Campinas, v. 19-20, p. 179-186, 1999.
  •   . Entre a bombacha e a camisa negra. Notas sobre a ação do fascismo italiano e do Integralismo no Rio Grande do Sul. Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 24, n.2, p. 247-268, 1998.
  •   . Médicos italianos em São Paulo, 1890-1930 (Recensione dell’opera di Maria do Rosário Salles). Altreitalie (Torino), Torino, v. 17, p. 60, 1998.
  •   . Uma política externa não estatal? Os fasci all estero e a política externa do Partito Nazionale Fascista, 1919-1943. Anos 90 (UFRGS), Porto Alegre, v. 10, p. 40-58, 1998.
  •   . Notas sobre a visão de fascismo presente em alguns livros didáticos. Cadernos de História (UFU), Uberlândia, v. 7, n.7, p. 43-51, 1998.
  •   . A Segunda Guerra Mundial: um balanço histórico (resenha da obra organizada por Osvaldo Coggiola). Revista de História (USP), São Paulo, v. 136, p. 159-160, 1997.
  •   . O antifascismo italiano: das suas origens ao fim do fascismo (1922-1945). Parte 1: O antifascismo na Itália e o primeiro antifascismo no exílio (1919-1926). Cultura Vozes, São Paulo, v. 91, n.3, p. 148-154, 1997.
  •   . O antifascismo italiano: das suas origens ao fim do fascismo (1922-1945). Parte 2: O antifascismo democrático e o domínio socialista/comunista no antifascismo (1927-1939). Cultura Vozes, São Paulo, v. 91, n.4, p. 122-135, 1997.
  •   . O Choque das Civilizações e a reconstrução da ordem mundial (resenha de obra de Samuel Huntington). Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 19, n.1, p. 175-179, 1997.
  •   . O antifascismo italiano: das suas origens ao fim do fascismo (1922-1945). Parte 3: A fase americana do antifascismo (1940-1945). Cultura Vozes, São Paulo, v. 91, n.5, p. 129-136, 1997.
  •   . Entre a cruz e o fascio littorio: Os missionários italianos, a Igreja Católica Brasileira e a questão do fascismo, 1919-1945. História & Perspectivas, Uberlândia, v. 16/17, p. 29-45, 1997.
  •   . Contra o fascismo e contra Mussolini: as estratégias dos socialistas italianos de São Paulo na luta contra o fascismo, 1927-1934. Textos de História, Brasília, v. 4, n.1, p. 39-73, 1996.
  •   . Giustizia e Libertà: militancia antifascista e conflito político na São Paulo dos anos 30. Outros Olhares (UNICAMP), Campinas, v. 1, p. 101-103, 1996.
  •   . Sobre a necessidade de uma história social da guerra: Notas sobre o II Conflito Mundial em alguns livros didáticos. Cadernos de História (UFU), Uberlândia, v. 6, p. 135-143, 1996.
  •   . A geopolítica latino americana: as relações Brasil e Argentina. Pensando o Brasil, São Paulo, v. 4, n.13, p. 11-13, 1995.
  •   . A resistência além oceano: Os fuorusciti italianos e a experiência antifascista brasileira dos anos 30. Anos 90 (UFRGS), Porto Alegre, v. 4, p. 59-76, 1995.
  •   . Seria o inconsciente humano fascista? Um comentário ao texto de Edward Luttwak. Cultura Vozes, São Paulo, v. 89, n.5, p. 112-128, 1995.
  •   . Mazzolini vs Piccarolo: Fascismo e antifascismo a confronto nella San Paolo degli anni 20. Letterature d’America, Roma, v. 12, n.48, p. 139-160, 1994.
  •   . Integralismo: um movimento fascista? Uma perspectiva simbólica. Boletim do Centro de Memória da Unicamp, Campinas, v. 5, n.9, p. 25-32, 1994.
  •   . A máquina simbólica do Integralismo: Propaganda e controle político no Brasil dos anos 30. História & Perspectivas, Uberlândia, v. 7, p. 87-110, 1992.
  •   . O fascismo na visão de Antonio Piccarolo: antifascismo e reformismo no Brasil dos anos 20. História & Perspectivas, Uberlândia, v. 11, p. 233-269, 1994.

2 comentários em “Artigos e capítulos

  1. Pingback: direitas: política & ideologia | marxismo21

  2. Pingback: DOSSIÊ – Literature-me!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: