João Fabio Bertonha

fabiobertonha@hotmail.com

Gosto muito do Chile, onde estive várias vezes. E agora ainda mais. A Bachelet, atendendo as pressões sociais, vai tomar atitudes inteligentes para reduzir a desigualdade, como tornar público o ensino superior e mudar o sistema tributário. O Chile tem a vantagem de ter crescido muito nos últimos anos, o que facilita as coisas. Mérito parcial (ver o meu texto http://www.espacoacademico.com.br/071/71bertonha.htm para uma discussão sobre isso) do sistema que eles implantaram, o qual permitiu, ao menos, uma inserção melhor do Chile no sistema econômico global. Mas também dos socialistas, que já o tornaram menos liberal antes e agora ainda mais.

Se é para viver num sistema capitalista, o minimo necessário para que as pessoas possam realmente competir com um mínimo de condições é saúde, educação, habitação e transporte como direitos e não como mercadorias e sistema tributário justo. O dia em que começarmos a tributar menos o salário e o consumo e mais a propriedade e a renda não derivada do trabalho, teremos uma sociedade melhor. Nem de longe comunista ou coisa assim, mas mais justa e estável, o que, no fim, seria bom para o próprio sistema.

http://www.istoe.com.br/reportagens/340584_GUINADA+A+ESQUERDA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

Publicado em dezembro 21, 2013 por .
%d blogueiros gostam disto: